Interpretação em libras

Na sexta-feira, 19 de fevereiro, compareceram à central o senhor A. e a esposa, ambos deficientes auditivos. O casal estava muito aflito, pois o senhor A. havia recebido um mandado de prisão por atraso de pensão devido à denúncia de sua ex-companheira.
O casal já havia passado pelo fórum, onde um intérprete de libras mediou de forma equivocada a situação e os encaminhou à Central para atendimento na defensoria. Chegando a Central, devido ao fato de o atendimento da defensoria se encerrar às 10h 30min o casal não pôde ser atendido, o cidadão foi orientado a retornar na segunda-feira pela parte da manhã, e assim o fez.
Quando do retorno do casal, a situação foi observada e acompanhada pela intérprete de libras da Central, Cristina Maia, a qual os havia atendido anteriormente e, durante o atendimento na defensoria foi possível descobrir que, na situação em que se encontrava o processo do senhor A., somente seria possível dar encaminhamento para o caso pela sede da Defensoria, o que levou a intérprete a buscar orientações com Assessoria de Implantação onde foi decido que o casal
seria encaminhado diretamente ao Fórum, pois o mandado teria sido emitido a mais de 20 dias e o cidadão corria o risco de ser detido pelo fato de não ter sido interpretado de forma correta.
A intérprete então acompanhou o casal ao Fórum onde foi possível mediar o atendimento do senhor A., o qual apresentou os comprovantes de pagamentos, comprovando assim, que não estavam pendentes os pagamentos da pensão, pois os mesmos eram descontados em folha. A escrevente do fórum entrou em contato com a ex-companheira do cidadão, onde a mesma confirmou os pagamentos. Sendo assim, o mandado foi indeferido, o que causou forte gratidão da parte do senhor A. para com a equipe da central.